© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A política e o foxtrot

November 7, 2018

Minha avó me colocou, menino, numas aulas de dança. O sujeito que era meu

professor, usava rede no cabelo e não se dava ao trabalho de tirar um roupão o dia inteiro. Informações adicionais: ele costumava recender um cheiro indefinível de loção barata misturada com nicotina.

 

O primeiro ritmo que me ensinou foi foxtrot. Ele fazia o papel de mulher

dançando comigo e repetia: dois para a esquerda e um para a direita.

Eu ia tropeçando no sapato preto bico fino dele, meias sociais brancas,

que era sua única peça de vestuário decente.  

Quando acabava a música, ele ia cerimoniosamente à vitrola e botava 

outra vez o longplay de 78 rotações.

Chiados da agulha e Cubanacan, de novo.

 

Eu aprendi as manhas e depois ia pros bailinhos dançar com meninas

lindas e perfumadas. Agora, velhinho, eu me lembro daquele 

dois-prá-lá-e-um-prá-cá quando penso na política.

O Bolsonaro foi o responsável por essas minhas lembranças.

Primeiro ele falou que ia mudar nossa embaixada em Israel, indo para

Jerusalém. O Netanyahu, feliz, fez saber que poderia vir para cá prestigiar a cerimônia de nomeação do nosso presidente.

E agora, o Bolsonaro disse que estava é “pensando”.

 

Eu levantei da cadeira e cantei o Hino Nacional com a mão no peito

quando li sobre o importante acontecimento Brasil x Israel. 

E agora vem essas news que soam como um desmentido.  

Será que os árabes deram uma  prensa muito dura nele?

Claro, então vamos dançar. Isso é ou não é foxtrot? 

Sem ser chato, presidente: “ nunca deixe a boca aberta, senão entra mosca”, como se falava antigamente.

Bem, nas nomeações dele, agora, minha opinião quer acreditar que ele está acertando, deve ter as suas razões. Acho.

 

Mas li hoje no Twitter, acho que foi lá, que o Bolsonaro estaria para escolher o Joaquim Levy, tarja-preta, para um cargo chave: o de presidente do BNDES. O maldito BNDES. Ex ministro da Dilma e ex-secretário do Sergio Cabral, chovem críticas duras em cima desse personagem - que parece será anunciado na próxima semana.

Leiam a cabrita dele, quero dizer, o seu curriculum vitae.

 

Nesse caso do Levy, no foxtrot que o Bolsonaro está dançando , com

isso ele estaria dando um passo pra o lado esquerdo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square