© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Bolsonaro vai romper relações com ditaduras socialistas

November 16, 2018

Bolsonaro, muito corretamente, não vê propósito algum para o Brasil continuar a manter relações diplomáticas com Cuba ou com a Venezuela. Ele vê as ligações do Brasil com as ditaduras socialistas como sendo ideológicas, e uma vez que beneficiavam de alguma forma o projeto totalitário do PT de se perpetuar no poder, é mais do que lógico – na verdade, ética e moralmente necessário –, romper com estes países, ditaduras totalitárias que violam sistematicamente os direitos dos seus próprios cidadãos. 

 

Em caráter comercial, o Brasil nada tem a ganhar, visto que ambos os países são exportadores de, no máximo, um grande contingente de miséria e pobreza. O programa Mais Médicos, por exemplo, é um excelente negócio para o autoritário governo cubano, que exporta médicos despreparados e malformados para o exterior, com o objetivo de fazê-los ganharem dinheiro, obrigando todos eles a direcionar a maior parte de sua renda para financiar a ditadura. E a família de todos os médicos que ingressam no programa ficam reféns do governo, estando sujeitas a sofrer retaliação, caso o médico em questão não obedeça religiosamente a todas as autoritárias diretrizes do estado cubano. Sobre este assunto, Bolsonaro declarou: “Qual negócio que podemos fazer com Cuba? Vamos falar de direitos humanos? Pega uma senhora que está aí de branco, que veio no programa Mais Médicos... Quem vem para cá de outros países ganha salário integral. Os cubanos ganham aproximadamente 25% do salário.

O resto vai para alimentar a ditadura cubana.”

 

Se com Cuba é impossível vislumbrar quaisquer perspectivas salutares de comércio, acordos ou negócios verdadeiramente substanciais e relevantes, com a Venezuela, as possibilidades são totalmente inexistentes. Com quase 90% da população na miséria, e venezuelanos fugindo diariamente para a Colômbia e para o Brasil para escapar da precariedade que destrói as suas vidas, a Venezuela hoje possui um governo falido, altamente dependente da China para a aquisição de receita, além de se financiar também pela impressão de dinheiro, o que fez com que a hiperinflação no país – que já era assustadoramente expressiva – explodisse de vez, estando próxima de alcançar a impressionante marca de 1.000.000%, de acordo com o FMI. De mais a mais, como o próprio Bolsonaro lembrou, a embaixada da Venezuela no Brasil já foi desativada. Portanto, não existem motivos nem razões para o Brasil manter uma relação com a ditadura. 

 

Não obstante, os maiores e mais importantes motivos para se romper relações diplomáticas com estes países é moral: não devemos tolerar nações que violam os direitos básicos de seus próprios cidadãos. Governos totalitários – que não admitem a liberdade –, devem ser escorraçados da face da Terra, tratados por aquilo que de fato são: coercivos, criminosos, depravados, cruéis e autoritários. O socialismo é um câncer a ser extirpado, e não devemos, de forma alguma, ser tolerantes com governos que são a expressão máxima desta sórdida e deplorável doença. 

 

Agora é a hora e a vez de varrer o socialismo não apenas do Brasil, mas de toda a América Latina. Começamos bem com a eleição de um presidente de direita, mas nem de longe podemos descansar, ou sequer pensar que o trabalho está próximo de alguma conclusão. Cortar contato com as ditaduras socialistas deve ser apenas o princípio de um remédio muito amargo, mas que traga expressivos resultados positivos. Não devemos deixar de pensar nos venezuelanos, que não conseguirão desmantelar a cruel e nefasta ditadura que os tem como reféns, visto que é muito mais difícil pensar em uma solução positiva neste caso. No entanto, cortar relações em definitivo com as ditaduras socialistas – sem fazer quaisquer concessões – é um bom primeiro passo. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O poder paralelo

November 16, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square