© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Encruzilhadas democráticas

November 25, 2018

 

A democracia nos empurra muitas vezes para encruzilhadas terríveis, como aquela que vivenciei há cerca de oito anos, em minha cidade, Vinhedo, de menos de 80 mil habitantes, tendo de optar entre um candidato a prefeito que rouba pouco e outro que, sabidamente, roubava muito mais...

Enfrentei censuras familiares, mas votei no que sempre roubou mais, uma adesão obrigatória – e consciente -  ao “rouba, mas faz” e ao voto útil.

O candidato que roubava menos, derrotado, antes de ladrão, era um paspalho...

Nas últimas eleições municipais, optei pela ética e minha candidata ficou em quarto lugar.

REAÇÃO EM CADEIA
Ao tornar pública, pelas redes sociais, minha opção por Jair Bolsonaro, no memorável  pleito de 2018, enfrentei reações bem mais virulentas; dois filhos e duas noras me censuraram gravemente; antigos e diletos amigos se afastaram; outros chegaram a me agredir pelo facebook; no saldo final, digo que perdi alguns amigos e ganhei alguns poucos inimigos.

Uma pena ! 

Nada como estar com a consciência tranquila e convencido de que fiz o melhor para toda a família e para o meu país: antes mesmo da posse, percebo que Bolsonaro era não apenas a única opção decente como o melhor candidato no coquetel diabólico de candidaturas que nos foi servido...

O que eu não consigo é imaginar em que país viviam todas essas pessoas que me censuraram, que me criticaram severamente, que se afastaram ou me tiraram do rol de amigos das redes sociais ou de fora delas...

O QUE SERÁ QUE VIRAM ?

Impossível que não tenham visto e percebido tudo o que eu vi acontecer, digamos, nestes últimos dez anos...

Eu assisti, indignado, ao apodrecimento das instituições brasileiras – executivo, legislativo, judiciário...e para complicar ainda mais todas as coisas, presenciamos a falência do sistema partidário, ao peleguismo  e à corrupção do sindicalismo trabalhista  e à disrupção feérica que ataca todas as mídias tradicionais, a começar pela impressa, já em estado deplorável de subsistência...

Será que só eu vi que nossos últimos três governos da República – sem mencionar a roubalheira desenfreada em quase todos os  estados e municípios – foram formados por ladrões contumazes? Será que só eu sei que o chefe supremo de todas quadrilhas está preso e condenado – por enquanto – a 12 anos de cadeia ?

Será que só eu soube que ainda em 2006, com anuência do então presidente Luiz Inácio e a aprovação da presidente do Conselho Consultivo da Petrobras, Dilma Rousseff, a estatal comprou uma sucata chamada Pasadena, no Texas, EUA, pagando o preço de refinaria nova, ou seja, 1,2 bilhão de dólares (dó-la-res) ?

Será que só eu soube que praticamente todas as obras de estádios e pistas olímpicas erguidas para a realização da Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 foram superfaturadas ?

Será que só eu fui informado que as empresas de um dos filhos do ex-presidente Luiz Inácio, todas empresas de fachada, faturaram de 2015 para 2016 a soma de 350 milhões de reais ?

Será que só eu fui informado que tanto Luiz Inácio quanto Dilma Rousseff tinham contas especiais, de milhões de reais, na Odebrecht e também na J&F, um dinheirão disponível, pra gastar quando precisassem ? 

SÓ PODRIDÃO
Será que só eu sei que dois terços dos congressistas brasileiros têm graves implicações com a Lava Jato ?

 

Será que só eu vi a prisão por roubo de governadores,  ministros da Fazenda  (eu disse, da Fa-zen-da), vários senadores e deputados, tesoureiros e mandatários de partidos políticos? 

Será que só eu soube dos casos de corrupção em vários tribunais – do Trabalho, de Contas, Eleitorais  - ou da caixinha de 100 mil reais mensais que é paga ao presidente do STF, Dias Toffoli? 

 

Será que só eu percebi o comportamento suspeitíssimo dos ministros Ricardo Lewandowski, Marco Aurelio e Gilmar Mendes ?

Será que só eu vi imagens de pessoas transportando dinheiro vivo na cueca ou na calcinha; pessoas correndo arcadas com malas dinheiro com recheio – astronômico – de 500 mil reais ?

Será que só eu vi o apartamento do ex-todo poderoso ministro do atual Governo, Geddel Vieira, entupido de malas de dinheiro roubado ?

Será que só eu vejo o que acontece no Into (Instituto de Traumatologia e Ordopedia), hospital público localizado no Rio de Janeiro, onde, devido à corrupção,  um paciente com fratura de um osso da bacia é obrigado a esperar até dez anos para uma cirurgia e a fila de espera para qualquer procedimento tem sempre mais de 12 mil pessoas

SIM, VIMOS AS MESMAS COISAS
Não, não, todos viram a mesma coisa que eu vi e senti...só não enxergaram – alguns por fisiologismo, outros por ideologismo, todos por cumplicidade - a necessidade que eu e outros mais de 57 milhões de brasileiros enxergamos de dar um super-choque de moralidade na República Federativa Brasileira...

A estas alturas do campeonato ninguém pode duvidar de que Jair Bolsonaro se prepara para aplicá-lo a partir de 1º de janeiro...

Para quem continua com dificuldade de enxergar as coisas mais óbvias  (o ideologismo e a rejeição desmedida turvam os olhos), explico que o novo governo terá dois eixos claríssimos: o primeiro será o combate sem tréguas à corrupção e o segundo será o liberalismo econômico.

        Assistiremos, portanto, ao combate sem trégua ao socialismo        corrupto...

        E isto é tudo com que eu sonho já há algum tempo...


De modo que, se quisermos que nossos filhos e netos tenham um futuro melhor ou apenas futuro neste país, tratemos de ajudá-lo; e é certo que ele vai precisar de apoio de todos os brasileiros de bem...

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A República dos Criminosos

December 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square