© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O Estado democida

December 25, 2018

Letícia Tanzi tinha 13 anos quando foi estuprada pelo próprio pai.

Isso por si só já é trágico, mas pôde piorar: ele a matou a facadas depois de exigir, sem sucesso, que ela retirasse a denúncia que fez contra ele na delegacia. Foi um crime brutal. O criminoso está foragido, solto, e solto estava também na data do crime por força de uma decisão judicial, que permitiu que recorresse em liberdade de sentença que o condenou por outro estupro - o de sua cunhada, com problemas mentais.

 

Eu me formei em Direito em 2012. Não tenho nem dez anos de carreira e já me sinto tão cansada, tão desiludida... as iniquidades continuam a prosperar, mesmo depois do retumbante discurso de Rui Barbosa.

 

Que triste, triste fim deste país.

Não errei na escolha das palavras: uma nação que conduz à mais alta Corte do país alguém que fecha os olhos às consequências do crime, atitude amparada numa visão romantizada do Direito, encontra o seu fim.

Não digo ideologicamente, não, falo da vida real, porque as pessoas morrem. Uma canetada pode ser fatal na vida de alguém longe de Brasília... As pessoas morrem com a impunidade.

A sociedade é agredida, vira agressora e se acaba, dando, por consequência, um fim à própria nação.O estado brasileiro é democida, sob o olhar condescendente do grande expoente do Poder Judiciário.

 

O estado brasileiro mata. O estado brasileiro é contra sua própria população. O estado brasileiro faz de tudo para que você morra: te desarma, não paga o policial que faz sua segurança; quando paga, o deixa sem viatura, sem computador, sem impressora, sem água na delegacia. Quando o policial prende um assassino, a lei manda soltar e ele volta a - e para - matar.

 

Se você sobrevive a tudo isso, não pode ficar doente, porque lá você sofrerá nova tentativa de assassinato quando te colocarem no chão do hospital para definhar até a morte. Ainda que sobreviva a isso, morrerá de fome, porque não tem um emprego, já que criar emprego não é interessante a um governo que precisa ter você como um escravo eleitor.E, por trás de tudo isso estão criminosos e criminosos corruptos, o grande ralo, parasitas genocidas que têm uma mãe de coração bem aberto chamada Supremo Tribunal Federal, e uma chupeta com mel chamada Constituição.

 

Por fim, quem tem a caneta na mão é alguém com um ar condicionado bem confortável em Brasília, longe das balas perdidas do Rio de Janeiro, longe dos soluços de dor e desespero das vítimas.Existe algo que sensibilize esses ministros isolados em bolhas de vidro com o maior isolamento acústico já visto?

Só me resta crer que seria a justiça divina... 

Enquanto ela não vem, teremos de enterrar mais e mais Letícias.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square