© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A vida de luxo, conforto e suntuosidade de Tony Castro, neto de Fidel

January 14, 2019

Enquanto o povo cubano passa fome, privações e sabe o Bom Deus que outras carências mais, o neto do falecido ditador cubano Fidel Castro, Tony Castro, viaja pelos lugares mais exóticos, caros e seletos do mundo, desfrutando de uma existência de suntuoso luxo e refinamento, do qual a grande maioria dos seus paupérrimos correligionários – que foram condenados a um ciclo perpétuo de miséria, graças à tirania castrista, que não lhes oferece o mínimo de liberdade econômica, e monopoliza corporativamente todos os recursos naturais da ilha – jamais usufruirá. É o socialismo “dando certo”, especialmente para os familiares e apadrinhados da elite política que está no poder. 

 

Aparentemente, o neto do falecido tirano cubano está vivendo uma vida de férias permanentes. Passando por Panamá, México, Espanha – aparentemente, seus lugares favoritos, pois regressa continuamente a estes mesmos países em um ciclo de viagens que nunca termina –, o rapaz, de vinte e poucos anos, tem uma conta na rede social Instagram, que atualiza constantemente, tendo recentemente revertido seu acesso de público para privado. Agora, apenas seus 1.300 seguidores podem visualizar suas fotos, e interagir com o rapaz, representante da última geração do aristocrático clã dos Castro. Sua vida de milionário bon-vivant tem estado sob intenso escrutínio de diversos veículos midiáticos americanos, especialmente na Flórida, estado que conta com a maior comunidade de expatriados cubanos nos Estados Unidos. 

 

Cubanos expatriados, evidentemente, expressaram sua revolta, com todas as razões e motivos. Um indivíduo, Juan Gallardo, escreveu ao atual presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, na rede social Twitter: “Mientras el pueblo sufre de represión, hambre, mentiras, humillaciónes y miserias. Quien paga por todos los lujos, riquezas y bienestar de Tony Castro, nieto del dictador Fidel Castro? El pueblo nu puede comer langosta, y Mariela Castro se la come em público” (Enquanto o povo sofre de repressão, fome, mentiras, humilhação e miséria. Quem paga por todos os luxos, riquezas e bem-estar de Tony Castro, neto do ditador Fidel Castro? As pessoas não podem comer lagosta, e Mariela Castro as come em público). 

 

O ciclo de extensas e extravagantes viagens do rapaz não para.

E aparentemente, não tem mesmo hora para terminar. Tudo devidamente pago com o sofrimento, a humilhação, a miséria e a escravidão do povo cubano. Para quem ainda não entendeu, isso é o socialismo, em sua representação mais real e concreta. Fantástico para a elite que está no poder, e um agonizante sofrimento para a população. Tudo no melhor estilo “capitalismo de luxo para mim, socialismo miserável para os outros”.  

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Socialismo é estadolatria

January 23, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square