© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Comunismo e Socialismo são o Câncer/ HIV/AIDS da sociedade humana

January 27, 2019

Nunca existiu, em toda a história humana, ideologias mais brutais, sardônicas, nefastas, malévolas, desumanas, hostis e agressivas do que o comunismo e o socialismo. Doutrinas marxistas que hipocritamente afirmam defender os interesses do proletariado, mas na prática, reforçam o tendencioso, sofrível e doloroso ardil governamental de um totalitarismo pérfido, dilacerante e grotesco, que escraviza, aniquila, corrói e extermina a população. E na súmula de todas as suas deficiências teóricas, logísticas e políticas, coloca a culpa de todos os seus fracassos no sistema capitalista. Que na verdade nem é um sistema político, mas um padrão de desenvolvimento social, que começou há milhares de anos, com o florescimento da cultura de mercado. E a única real possibilidade de fazer um indivíduo miserável sair da pobreza. 

 

Em países socialistas, os únicos indivíduos que realmente conseguem viver uma vida com todas as suas necessidades atendidas são aqueles que fazem parte da elite governamental e política. Como o restante da população é reduzido a uma condição de ostensiva e implacável miséria, a fome é não apenas um problema corriqueiro em estados comunistas e socialistas, mas agrava-se de maneira tão recorrente que torna-se primordial para todos aqueles que buscam sobreviver fugir para outro país, a fim de alcançarem um estilo de vida que lhes propicie o mínimo de dignidade. Com 80% da população hoje vivendo na mais absoluta miséria, a Venezuela não apenas demonstra para o mundo inteiro o irrevogável e contundente fracasso do regime socialista, mas advoga a própria indiferença do governo para com o bem-estar de sua população.

Hoje, tornou-se extremamente comum para venezuelanos fugirem de seu país, e buscarem uma vida nova aqui no Brasil.

 

Não obstante, o mesmo padrão se repete, em todo e qualquer país que tenha adotado o regime marxista como modelo de gestão governamental. Laos, Vietnã, Cuba, China e Coréia do Norte, com diferentes níveis de letalidade, propiciam aos governados uma vida de privações, escassez e sofrimento, tão comuns ao totalitarismo socialista e comunista, com todo o horror, brutalidade, sordidez e morte inerentes a este sistema de governo.

 

O socialismo e o comunismo são sistemas tão pérfidos e predatórios que invariavelmente tendem a desaparecer. Países como Hungria, Camboja e Romênia, que foram amplamente açoitados por atrocidades inerentes aos regimes totalitários que os castigaram, há muito tempo estão livres dos agressivos e desumanos horrores que os vitimaram. Na revolução romena de 1989, Nicolae Ceauşescu, o ditador comunista que governou o país de 1965 a 1989, foi sumariamente fuzilado, depois de um julgamento por um tribunal militar, que ecoava as insatisfações, sofrimentos, extenuações, injúrias e indignações de uma população que cansou de ser oprimida por um regime nefasto e cruel, que se perpetuava praticando as mais infames e repulsivas formas de injustiça.

 

Há quase um ano e meio, a Ucrânia tornou ilegais os três partidos comunistas que atuavam no país. Dez milhões de ucranianos morreram durante o Holodomor, a grande fome provocada pelo regime soviético stalinista de princípio dos anos 1930. Aqueles que sobreviveram, tiveram que recorrer ao canibalismo. Indubitavelmente, a Ucrânia sabe muito bem o que é sofrer com os brutais malefícios do comunismo. Ao derrubarem a estátua de Lênin – ideólogo marxista que foi um ícone bolchevique, e um dos grandes responsáveis pela difusão de ideias socialistas na antiga União Soviética – em Kharkiv, na Ucrânia, a população celebrou uma rústica e tardia, porém merecida e gloriosa vitória ideológica, que simboliza o fim de uma era trágica e assassina. Aqueles que conheceram o comunismo sabem muito bem tudo o que ele de fato representa: sofrimento, malevolência, escassez, mortandade, genocídio, privações e fome.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ode aos babacas

December 5, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square