© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Socialismo é conto de fadas para adultos

February 22, 2019

Como é possível acreditar em algo que nunca deu certo, e jamais dará? O socialismo, depois de ter sido aplicado em dezenas de países, produziu sempre os mesmos resultados deploráveis. Miséria, fome, inanição, totalitarismo, campanhas de extermínio, morticínio e genocídio.

O socialismo é a doutrina da escravidão e da servidão compulsória.

A história possui inúmeros exemplos – o século 20 foi o século da violência; além de duas guerras mundiais, dezenas de ditaduras socialistas foram implementadas nos quatro cantos do mundo. Não obstante, o que não falta em lugar algum são militantes socialistas ávidos para tentar colocar em prática esta fantasia sórdida, cruel, brutal e genocida.

O socialismo continua sendo amplamente difundido nas universidades.

O fascismo e o nazismo são amplamente condenados, mas o comunismo e o socialismo não. E não existem diferenças substanciais entre estas doutrinas assassinas: todas elas são monstruosidades estatistas, coletivistas, totalitárias e anticapitalistas. 

 

Mas se todas as evidências concretas, históricas e factuais continuam a corroborar que o socialismo é a doutrina da morte, da destruição e da miséria, por que razão existem tantas pessoas que acreditam nesta fantasia, depois desta nefasta e maledicente doutrina política ter causado horror, desespero e sofrimento, bem como cem milhões de mortes? Ignorância, falta de conhecimento, ingenuidade?

 

Um militante socialista nunca reconhece as crueldades de um regime socialista como sendo representativas do socialismo. Estas pessoas rejeitam sistematicamente a realidade para acreditar de maneira incondicional em uma fantasia. Normalmente, são indivíduos saturados de teoria; tanta teoria acabou por ofuscar o discernimento e a lucidez dos adeptos desta doutrina.  

 

Eric Hoffer disse algo muito pertinente, que pode explicar perfeitamente a lógica por trás do socialismo: “Para os frustrados, estar livre de responsabilidade é mais atraente do que ser livre de coerção. Eles estão ansiosos para trocar a sua independência pelo alívio dos encargos de desejar, decidir e ser responsável pelos inevitáveis fracassos. Eles voluntariamente abdicam da direção de suas vidas em prol daqueles que desejam planejar, comandar e assumir toda a responsabilidade.” 

 

O vasto ressentimento que socialistas normalmente demonstram com relação a pessoas bem-sucedidas, por sua vez, foi perfeitamente esclarecido por Henry Hazlitt: “Todo o evangelho de Karl Marx pode ser resumido em duas frases: Odeie o indivíduo mais bem-sucedido do que você. Odeie qualquer pessoa que esteja em melhor situação do que a sua." O que é bem verdade, e explica porque socialistas são a favor do roubo e da espoliação institucionalizados através da coerção estatal. Tudo em nome da “justiça” social. Sobre isso, Frédéric Bastiat proferiu: “Quando o saque se torna um modo de vida, os homens criam para si um sistema legal que o autoriza e um código moral que o glorifica.”   

 

Na prática, socialistas não passam de criminosos que não se importam em sacrificar terceiros em nome de sua fantasia política. São tão prepotentes e arrogantes que tem sempre a mais absoluta certeza de que seu fetiche político vai “dar certo”, e jamais consultam as pessoas que serão negativamente afetadas por suas depravações ideológicas. 

 

Esta fantasia política é incompatível com a realidade porque ela jamais leva em consideração as falhas e deficiências da natureza humana. Socialistas são criaturas ingênuas incapazes de compreender que seres humanos em posição de poder serão corrompidos, e que a política está atrelada a uma estrutura de poder, o estado, que naturalmente atrai psicopatas desesperados por controle, além de oportunistas ávidos para enriquecer. E como o socialismo exige um estado enorme para existir, sua consequência natural serão incomensuráveis níveis  de corrupção, que incluirão de tudo: desvio de verbas públicas, peculato, prevaricação, suborno, tráfico de influência, improbidade administrativa, corrupção ativa e passiva, entre muitas outras práticas criminosas, imorais e ilícitas. Como resultado, a elite política – que em um sistema socialista concentra ilimitado nível de poder e recursos financeiros – se tornará desmesuradamente rica e abastada. O restante da sociedade, por outro lado, em decorrência da crescente burocracia, da carga tributária excruciante e de regulações opressivas, terá grande dificuldade em produzir, e consequentemente ficará cada vez mais pobre e miserável. Não raro a população passa a empreender e comercializar no mercado negro para conseguir sobreviver.    

 

Karol Józef Wojtyła – que ficou conhecido como Papa João Paulo II – certa vez falou: "A experiência histórica dos países socialistas demonstrou tristemente que o coletivismo não elimina a alienação, mas sim aumenta, ampliando a falta de necessidades básicas e ineficiência econômica." Ou seja, fatos históricos confirmam de maneira incontestável a desgraça que é o socialismo. E quem ainda acredita nesta doutrina de mortandade, genocídio e miséria é como uma criança completamente incapaz de compreender a realidade. 

 

Militantes socialistas são crédulos adultos ingênuos que acreditam em um deplorável e rudimentar conto de fadas, que apresenta promessas de um mundo fofo e gracioso, repleto de arco-íris coloridos com sabor de algodão doce, onde deus-estado e papai-governo cuidarão de tudo e de todos. Quando sua fantasia, no mundo real, se transforma em uma tirania totalitária – o que é inevitável em decorrência do tamanho e do poder do estado – eles alegam que aquilo não é o “verdadeiro” socialismo, e então vão tentar aplicar sua fantasia em outro lugar. Destruindo países. Toda a desgraça e destruição são válidas para tentar colocar em prática o “verdadeiro” socialismo.

Para socialistas, seres humanos são descartáveis. E países são os laboratórios de teste de sua utopia infantil e narcisista. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square