© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Estamos em guerra

March 1, 2019

Este episódio do Ministério da Justiça nomear uma das líderes do movimento “ele não” para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária e sua exoneração dois dias depois me fez refletir.

Por uma questão de ética, uma pessoa como Ilona Szabó jamais poderia aceitar um cargo num governo que ela ataca. Oposição é uma coisa, sabotagem é outra.

 

Fundadora do Instituto Igarapé, que se dedica a estudar e a elaborar propostas de políticas públicas para a redução da violência — segundo a cartilha da extrema esquerda, Ilona Szabó atuou na ONG Viva Rio e foi uma das coordenadoras da campanha nacional de desarmamento. Ela ainda é a favor do aborto e à liberação das drogas, além de ter ligações com o PSOL. Claro. 

Em nota divulgada após a revogação da nomeação, Ilona Szabó afirmou que "ganha a polarização" e que "a pluralidade é derrotada". Ela disse lamentar não poder assumir o mandato "devido à ação extremada de grupos minoritários" e afirmou que continuará aberta a contribuir com "interlocutores comprometidos com políticas públicas baseadas em evidências".

 

Quais evidências?

As evidências manipuladas pela esquerda.

A população foi desarmada, mas os bandidos continuam armados até os dentes. Quando houve “pluralidade” nos últimos 20 anos? Foram 20 anos de esquerda no poder, com fraudes, corrupção, defesa de criminosos, desmonte da educação, totalitarismo da grande mídia, doutrinação, intolerância, violência e bolivarianismo. E gostaria de explicar para a “musa” do desarmamento que o que ela chama de “grupos extremistas minoritários” na verdade é o grupo majoritário que elegeu o atual governo e suas pautas. Extremistas minoritários são MST, CUT, PSOL et caterva.

 

Que ninguém se iluda: estamos em guerra.

É preciso continuarmos alertas e vigilantes. Esse tipo de gente não aceita perder e só acredita em democracia quando a esquerda está no poder.

A leniência dos militares com a anistia trouxe de volta os zé dirceus da vida e destruiu o Brasil nos últimos 20 anos pelo menos. Não podemos cometer os mesmos erros. Ainda bem que o Presidente Bolsonaro ouve o povo que o elegeu. Força Presidente!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O poder paralelo

November 16, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square