© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Política em cima do caixão

March 18, 2019

Lugar comum:
No Brasil acontecem 60 mil homicídios por ano.
A cada 100 assassinatos no mundo, 13 são no Brasil.
Matamos um negro a cada 13 minutos, segundo as cruéis estatísticas. 
Os negros são 71% da vítimas de assassinatos.
A cada 25 horas, um gay é morto na terra das bananas e do BBB.
Na competição mundial para ver quem mata mais jornalistas, estamos mal igualmente: quarto lugar no mundo.
Feminicídio: em quinto.
A polícia brasileira vive o caos absoluto: mata e morre cinco vezes mais que a americana, a terceira mais violenta do mundo.

Naturalmente, falamos de Brasil, não de Rio de Janeiro, onde a situação é mais aguda.
Já que não se pode responsabilizar a bandidagem por esse estado de coisas (a bandidagem se multiplica quando o ambiente permite, evidentemente) e nem suas vítimas, os cidadãos indefesos, fica uma certeza:
A de que um Estado apodrecido, composto por uma politicalha corrupta e venal, alheia completamente às necessidades da população é o grande responsável.

Os vinte longos anos de atuação de uma esquerda incompetente e corrupta cobram seu preço.
A parceria entre o crime e a política, ao ponto de não se conseguir sequer distinguir o criminoso comum do de gravata, como atestado no Rio, estão aliados ao descaso e desprezo absolutos pelo planejamento da segurança.
Em contrapartida, o povo da terra das bananas é o mais adepto ao mimimi.
Houvesse um prêmio, estaria ganho.

Nessa onda, a própria responsável -a esquerda- não hesita em usar o caixão de seus mortos politicamente.
Pelo contrário, parece ser o que precisa.
De cadáveres.
É o que fatalmente ocorre com a morte da vereadora do PSOL no Rio, elevada a um nível insuportável e alienado de comoção nacional, como se fosse a primeira e ultima morte deste país de sofredores e vítimas.
É o mimimi em rede nacional.
Tudo, naturalmente, com um único intuito: atacar a policia e as instituições, paradoxal e burramente, e assim enfiar goela abaixo dos brazucas o que realmente interessa:
O caos, a violência, a anarquia, a desordem social.
Que são, verdadeiramente, o adubo que a esquerda precisa para crescer na terra brasilis.
É o mimimi institucionalizado.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square