© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Busque o céu de brigadeiro,Capitão

March 28, 2019

O governo Bolsonaro lembra um Airbus A380 que voa em céu carregado por Cumulonimbus (CB)... todo cuidado ainda será pouco para evitar a penetração num deles...

E o que é pior: os sensores de bordo permanecem desligados !

A literatura menciona horrores sobre os aviões que penetram um CB.

São estraçalhados em minutos pelas fortes correntes, ascendentes e descendentes, tudo misturado a granizo, relâmpagos e até tornados....
É preciso, pois, ligar os sensores, reduzir a velocidade e concentrar-se na navegação ! O mi-mi-mi do lado de lá jamais pode ser respondido por mi-mi-mi do lado de cá !

Três meses de governo foram suficientes para observar carências e deficiências e também as causas de tantas tempestades: nascido de uma oposição feroz e sistemática ao regime que se manteve no poder por longos 15 anos, o governo Bolsonaro passou a enfrentar dois tipos de oposição – a dos partidos convencionais de esquerda e aquela outra, dos partidos mais ao centro que haviam se juntado a um movimento menos formal, também conhecido por “Pessoal que caiu da Kombi” ou por “Viúvas de FHC”...

COM INTERMEDIAÇÃO
Para tornar o céu ainda mais tempestuoso, temos a crise severa e aguda que atinge a mídia tradicional (jornais, revistas, TV aberta) e a usurpação – e manipulação – da internet pelas plataformas gigantes – Facebook, Amazon, Youtube, etc..

A intenção do presidente, de dispensar intermediação para dialogar com seu público, já se mostra ineficaz e insuficiente, pois talvez ele não tenha observado que o único diálogo possível na escala pretendida será em broadcasting e com toda a ineficácia da comunicação unidirecional – o presidente fala, as pessoas ouvem e não dizem se entenderam, se gostaram ou não das mensagens, pois a escala mata a resposta e a reação.... Não há discussão, nem espaço para o controverso e o diálogo se empobrece...

AMEAÇAS E MALVADEZAS
Um exemplo das ameaças que pairam no espaço aéreo ocorreu nestes dias 26 e 27 de março com a aprovação pela Câmara Federal da chamada PEC do Orçamento Impositivo... parlamentares do PT festejaram a aprovação e a mídia começou a disparar “informações” de que a decisão significava uma derrota fragorosa ao governo e uma resposta direta ao presidente da República por sua resistência em negociar a reforma da Previdência com o Parlamento...

“Respeitáveis” noticiosos da internet compraram a versão com força total e até a deputada Janaína Paschoal (PSL-SP), uma jurista, chegou a dizer que a PEC iria transformar o presidente da República numa espécie de Rainha da Inglaterra...

Só no final da tarde do dia posterior à aprovação (27) começou a circular um vídeo pela internet em que o deputado Kim Kataguari (Democratas- SP) explicava que a PEC, aprovada inclusive pelo filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro e que havia sido defendida pelo pai-presidente enquanto parlamentar, era a favor do governo e a favor da democracia...

“A PEC do Orçamento Impositivo – esclareceu Kataguari - tira do Executivo o poder de manipulação das emendas orçamentárias, não onera o orçamento, elimina a chantagem pelo Executivo, torna mais justa e democrática a distribuição da pequena parte do orçamento que cabe aos parlamentares alocar em suas bases eleitorais”.

O episódio se encheu de tanta perversidade que a Rede Globo, ao final da noite, atribuiu a volatilidade do mercado financeiro “à derrota do governo na Câmara Federal”.

TUDO PELA REFORMA
É possível prever desde já que o espaço aéreo só pode se transformar em céu de brigadeiro com a aprovação da reforma da Previdência, pois se for atingida a meta de um trilhão (de redução de custos) prevista por Paulo Guedes, os investimentos retornam aceleradamente e a economia volta a crescer...
É na negociação da Reforma que o presidente deve, pois, empregar todas as suas energias... sinto que ele precisa aposentar – e rápido – o seu ar de “irmã carmelita”, arregaçar as mangas e trabalhar...

Presumo que ele vá trabalhar dentro da legalidade e do que é possível fazer para atender, ao menos em parte, o clamor da “velha política” que ainda vai exigir várias eleições para desaparecer...

Flexibilidade e caldo da galinha não fazem mal a ninguém !

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square