© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Narcotráfego e terrorismo

April 6, 2019

O conflito na Venezuela não é político, é criminoso.

Há uma gangue de narcotraficantes que capturou o Estado. O Cartel dos Sóis é um cartel de drogas, que compõem o alto comando das forças armadas Castro-Chavistas, cujo comandante em chefe é Raúl Castro que tem um governo paralelo na Venezuela, cujo rosto visível é o narco-terrorista Nicolás Maduro.

 

O Cartel dos Sóis se converteu em um dos mais importantes e perigoso do planeta. Porque permitiu que o território da Venezuela hospede os líderes de FARC e ELN para se reorganizar e tomar nova força a partir do paraíso que é para esses narcoterroristas o meu país.

 

Vamos falar um pouco de história:

Com a chegada de Chávez ao poder, Fidel Castro não apenas colocou sua mão no petróleo e os recursos naturais da Venezuela senão que também transformou a Venezuela no centro internacional de operações do Foro de São Paulo que controla quase toda a região e praticamente transformou os presidentes em seus agentes. Os líderes políticos da região falam sobre "crise humanitária", eleições, diálogos, diplomacia e ajuda humanitária na Venezuela, mas evitam falar sobre Cuba e O Cartel dos Sóis.

Por que?... É necessário entender que, aqui temos um cartel de drogas que sequestrou a Venezuela. Que o meu pais é um narco-estado. Este cartel de drogas, muito perigoso, também financia, com o dinheiro do narcotráfico, o terrorismo internacional. E é por isso que na Venezuela estão as células narco-terroristas do Oriente Médio: Hamas e o Hezbollah.

 

 

Eu pergunto ao leitor:

Você acredita que esses Narcoterroristas vão sair da Venezuela com ajuda humanitária, ou com eleições ou diálogos?

É importante entender que a Venezuela está sequestrada pelo Cartel dos Sóis, que age junto com os narco-terroristas das FARC, do ELN e do Terrorismo islâmico. Não é questão de tentar ajudar a Venezuela, porque temos um problema humanitário. A crise humanitária é apenas uma das consequências para que esses bandidos controlem os destinos do meu país e praticamente de toda a América. Quando a gente conseguir entender que a segurança de toda a América está em perigo. Porque o chavismo e o regime cubano têm os Estados Unidos como seus inimigos. E Hezbollah e o Hamas, têm a sociedade ocidental como inimiga. Vamos poder entender o perigo do regime instalado na Venezuela e que isso não será resolvido nem com o socialista Juan Guaidó, nem com um container de alimentos. Nem com a diplomacia do grupo de Lima. A OEA, os presidentes de Colombia, Brasil, Argentina ... A comunidade européia, etc.

O mundo inteiro é contra uma intervenção dos Estados Unidos! Nem sequer uma coalizão pode ser alcançada porque nem a Colômbia nem o Brasil estão dispostos a emprestar seus exércitos para uma intervenção militar.

 

Os Estados Unidos, unilateralmente, não podem intervir na Venezuela.

Ele simplesmente não pode fazer isso. Porque há muita oposição em todo o mundo para realizar uma ação dessa natureza. Nem Bolsonaro, Macri, ou Duque, tiveram uma atitude digna da Direita que afirmam representar. De fato, nenhum deles tinha o comportamento que a gente de direita deseja dado o extermínio pela fome induzida que estamos sofrendo na Venezuela.

 

Os governos do Brasil e Colômbia talvez tenham percebido que era muito arriscado apoiar uma coalizão. E de fato decidiram, colocar obstáculos no caminho da única solução que temos, que é o uso da força!

 

Nós venezuelanos, não estamos pedindo um favor, estamos pedindo aos governantes da América que ganharam eleições, fazendo campanha dizendo que eles terminariam com o Foro de São Paulo que cumpram sua obrigação de acordo com os próprios interesses dos seus países, e os princípios internacionais de luta contra o narcotráfico e o terrorismo internacional.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square