© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Fantasmas

April 14, 2019

Tive uma noite estranha. Levantei da cama assustado, olhei o relógio, 3 da madrugada, fiz um café, andei pela cozinha, acendendo todas as luzes. 

Fantasmas. E depois esperei, agora nítido,  que os fantasmas tivessem ido embora. Mas voltando para a cama eles estavam me esperando. 

 

Gente que deixou de ser gente, acho, os fantasmas falam por metáforas 

terríveis, fazem a casa ranger, jogam com alucinações que fazem o pijama 

suarento de medo.

 

Essas criaturas do mundo subterrâneo são estranhas, cabalísticas. Espíritos 

que provocam angustia, nos jogando em pesadelo. A comunicação deles se faz aos sustos, imagens bruscas, que se movem em flashes 

desesperados, atordoantes. 

 

Minha avó italiana, me trouxe, outra noite, sua presença morta.

Ela falou comigo,naquela língua dela que misturava italiano e português, uma frase arquejante, pedinte:

-“Eninho,,, fa presto. La sabbia é calda. Non riesco farme capire.”

O que ela estava querendo dizer?

 

Alarmante. O que ela falou foi enigmático. Volto a pensar nela, recorrentemente. 

Mas, nestes dias, acordado, entendi: eu também tenho me sentido enterrado na areia quente. E nem consigo me fazer entender.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square