© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Corrupção e bala na cabeça

April 17, 2019

Pelo mundo, o conceito de honradez varia.
E o medo de cadeia igualmente.
Hoje pela manhã, no Peru, ao ser enquadrado e preso pela Polícia acusado de financiamento irregular de campanha, lavagem de dinheiro e tráfico de influência no caso Odebrecht -levantado pela Operação Lava Jato- o ex presidente peruano Alan García (período 2006-2011) meteu uma bala na cabeça.


Conseguiu escapar da cana. Mas morreu.
Segundo a delação da Odebrecht, só no Peru, além de outros sete países, foram despejados em superfaturamento e propinas cerca de 3 bilhões de dólares.

Além de García, mais 3 ex presidentes do Peru foram enquadrados: Alejandro Toledo, Ollanta Humala e Pedro Pablo Kuczynski.
Coincidentemente com os casos brasileiros de corrupção, governaram o país no período de 2001 a 2018.
Período dos governos lula e dilma.
Significativo, não é mesmo?

Muitos políticos brasileiros fariam um enorme favor à nação se seguissem o dignificante exemplo de García, sumindo do cenário.
Por honra ou por medo da cadeia, não importa.
E nem precisaria ser de forma tão radical.
Bastaria desaparecer, deixando o ar mais limpo para os brasileiros respirarem.

Mas infelizmente isso não acontece na terra brasilis.
Por aqui, criminosos condenados e presos, como lula, conspiram de dentro da jaula mesmo, faceiros.

O Brasil não é o Peru de Garcia.
Infelizmente.

*Em tempo, apenas para não despertar os instintos éticos dos politicamente corretos: não estou afirmando que ninguém deva usar balas para resolver problema algum. Apenas recomendo que sumam do mapa.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que a esquerda prega a diversidade, mas idolatra pessoas brancas e ricas?

February 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square