© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Sri Lanka: guerra cultural com cadáveres de verdade!

April 25, 2019

É absolutamente revoltante ver a mídia pusilânime repetindo a exaustão que os 469 feridos e 321 mortos do Sri Lanka são resultado do ataque de militantes islamistas, ou de extremistas islamistas. 
O esforço para criar dois significados para as palavras 'mulçumanos' e 'islamistas' (ou islâmicos) só não assusta a quem já entendeu como funciona a engrenagem ideológica esquerdista.

 
Nessa guerra de narrativas onde quanto mais absurdo melhor, quanto mais se repetir melhor, os ataques são TODOS contra o Cristianismo.


Se alguém já reparou que a moda da vez no Brasil é substituir a palavra Cristianismo por Cristandade, sob o pretexto de metonímia, talvez esse seja um expectador do mundo atual que está atento. 
A explicação é que uma das ferramentas da guerra cultural é precisamente não chamar as coisas pelo nome real. Simplesmente porque ao apagar, ou trocar, ou colocar novas palavras no consciente e no uso diário, tanto as palavras originais, quanto principalmente as novas, ficam esvaziadas de significados e perdem a força. 


Veja por exemplo a frase:
"A forte cristandade dos mártires do Cristianismo é um exemplo a ser seguido." - São palavras de significados diferentes, embora possam se substituir.

É lamentável ver os que se dizem cristãos e conservadores caírem em tal arapuca ginasiana.


O que isso tem a ver com o Sri Lanka? 
Chegaremos lá. 


Outro exemplo vimos na expressão canalha de Hillary Clinton e Barack Obama, que ao se posicionarem sobre o ataque terrorista, se referiram aos cristãos católicos como "adoradores da Páscoa", num exercício do idioma para evitar o uso do termo CRISTÃOS e tentar ocultar a CRISTOFOBIA a pleno vapor, programada, desenvolvida e executada pela esquerda mundial (veja os textos dos Twittes originais no fim deste artigo). 
A guerra da esquerda mundial, que usa os seguidores de Maomé como braço armado, é contra os Cristãos e contra os Judeus, e negar isso é como negar que o sol sai todas as manhãs, impossível!
O que não se verá na mídia é a simples notícia: ataque terrorista mulçumano mata 321 cristãos católicos no Sri Lanka.  
Percebem o peso das palavras? 


O ocidental cristão, esse ser tão odioso (segundo a esquerda e a mídia), de repente torna-se a vítima da minoria, a religião de "pás" (só um imbecil consideraria uma religião que prega o "converta ou morra"; que prega que vítimas de estupro sejam apedrejadas; que prega que filhos pequenos de pais praticantes de outras religiões sejam queimados vivos, como religião da paz - noutra oportunidade explicarei porque a maioria pacífica é um frágil mito).


Pois bem, neste cenário atual, 813 igrejas católicas foram destruídas na Europa, 500 queimadas, e os autores dessa devassa cristofóbica assumem seu vandalismo e se glorificam de seus feitos.

Semana passada, na França, foi a Catedral Notre Dame, neste fim de semana de Páscoa, foi o Sri Lanka. - E noticiar esses eventos, segundo um imã do ISIS, em vídeo divulgado na internet, é islamofobia.


Estamos sendo extintos e temos que sofrer calados para não sermos acusados de dizer a verdade!


As 790 vítimas do Sri Lanka (inúmeras eram crianças) não merecem, nem ao menos, que sua tragédia seja divulgada. 
Por que? 
Porque os ataques serão cada vez piores.


Nas escolas aprendemos a versão caluniosa das Cruzadas: imaginem se um professor teria a coragem (ou decência) de dizer que o mundo cristão estava sendo sistematicamente atacado por bárbaros mulçumanos (naquele tempo não havia distinções eufemistas) e após um ataque aos Cristãos, em Jerusalém, numa Sexta Feira da Paixão, finalmente a autoridade da época, a Igreja, ordenou que se DEFENDESSE o povo e o território cristão. Sob o grito "Deus Vult" (Deus quer), exércitos do terrível homem ocidental cristão garantiu que chegássemos até aqui, garantiu a nossa existência e a existência do mundo que conhecemos.


Com a autoridade religiosa dissociada da autoridade do Estado e muito bem guiada por um politicamente correto assassino, atualmente não há defesa possível.
As igrejas e todo o patrimônio cristão continuarão a ser destruídos e o povo cristão aniquilado. 
As mortes deste fim de semana no Sri Lanka foram em vão.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square