© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Na Venezuela vale tudo para fugir da Tirania Comunista

April 27, 2019

Vinte e um venezuelanos continuam desaparecidos depois que seu precário navio afundou no mar esta semana tentando fugir da Venezuela para Trinidad e Tobago, entre as vítimas várias crianças.

A tragédia dos venezuelanos que morreram tentando chegar à ilha de Trinidad e Tobago infelizmente não é nova. Muitos outros naufrágios aconteceram na tentativa de escapar do inferno comunista.

 

Nos ultimos anos milhares de venezuelanos desnutridos e sem esperanças não mediram esforços e dedicaram muito tempo a construção de jangadas muito precárias para fugir através de um mar cheio de tubarões e piratas ou atravessam a Amazônia a pé para entrar no Brasil e outros paises vizinhos, e muitos que são procurados pelo regime assassino recorrem a disfarces para evitar os controles das milicias chavistas nos aeroportos e estações de ônibus para entrar em países caribenhos como Aruba ou Curaçao, os quais antes nos aceitavam sem grandes exigências e agora nos pedem ter pelo menos mil dólares para entrar em seus países. Imagine essa quantia de dolares equivalem a quase 10 anos de trabalho de um venezuelano.

A fuga pelo mar é uma aventura perigosíssima e significa se envolver com narcotraficantes que levam o fugitivo nas mesmas jangadas ou barcos onde transportam drogas. Durante o planejamento da perigosa aventura o fugitivo já vendeu tudo o que tinha para pagar a travessia. Se ainda assim não tiver dinheiro suficiente, deve pagar a passagem com sexo,ou se tornar um traficante de drogas Conseguindo efetuar o pagamento, o fugitivo embarca em uma viagem que atravessa centenas de quilômetros de um mar furioso lotado de tubarões.

 

Conseguindo chegar ao destino, agora o refugiado deve subornar as pessoas necessárias para trabalhar na área turística, vender bugigangas nas ruas, ou se prostituir para sobreviver. A fuga por terra é igualmente complicada e pode levar meses, porque vamos encontrar no caminho todo tipo de perigos, como as milícias e paramilitares chavistas e os narcoterroristas das FARC , ELN hospedados na Venezuela que cobram “pedágio” para nos permitir transitar pelo nosso território e logo atravessar a fronteira.

 

Parece um filme de terror, mas infelizmente não é.

A Venezuela já foi um dos países mais ricos da América do Sul, que atraiu empresários de todo o mundo que queriam fazer negócios com a rica Venezuela. Depois que Hugo Chávez chegou ao poder, destruiu o aparelho produtivo em prol de: “Mais Direitos Para os Mais Pobres", o desemprego disparou, o estado concentrou todo o poder e os ricos e a classe média fugiram para países mais livres. Mais de 5 milhões de venezuelanos fugiram do país desde então. O ano passado, quando o tirano assassino Maduro abriu a fronteira com a Colômbia, milhares de venezuelanos cruzaram a fronteira desesperadamente para comprar comida no país vizinho . Uma grande quantidade deles nunca mais retornou.

 

Na Venezuela descobrimos o que significa, na prática, a “Justiça Social” defendida pela esquerda e seu novo Cavalo de Tróia Juan Guaidó: Miséria, Fome, Falta de Energia e Água, Prisão e Fuzilamentos Extrajudiciais, Péssimas Condições de Higiene e Êxodo em Massa.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square