© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Serguei e a Starway to Heaven

June 7, 2019

Ele jurava que já tinha transado com uma árvore, namorado com Janis Joplin e chupado o pescoço de Mick Jagger dentro de uma delegacia. Bom, nem Jagger, nem Janis e nem a árvore confirmaram estas histórias, mas e daí?

O barato do Serguei era contar histórias, divertir, animar, então vale tudo.

A mentira quando não fere, não incomoda, não prejudica, até pode (e deve) se tornar verdade.

Serguei era nosso Suassuna inverso, um contador de causos, mas sem a xenofobia do poeta paraibano, e claro, sem a mesma eloquência, mas e daí? Ambos faziam a gente gargalhar com suas histórias ou estórias.

Hoje, o Brasil perde esta figura tão carismática e incompreendida, mas de real valor à uma geração.

Ao 85 anos, Serguei se despede e entra em órbita.

Vai ser bem recebido por Dr. John que deixou sua amada New Orleans ontem, para subir na tal "starway to heaven".

Pelo visto hoje tem muito blues e rock and roll no andar de cima.

E não se espantem se a turma da mediumidade de famosos começar a narrar casos em que Elvis, Marylin ou Michael se divertem em aventuras sexuais com o mago de Saquarema.

Valeu, Serguei. Boa viagem.

Rock and roll can never die.

PS: Para os críticos e roqueiros nutellas, olhem o poster que Serguei mantinha ao lado esquerdo de sua cama. E aí? Vai dizer que ele não manjava de rock?

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square