© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Quem manda é a Constituição

July 9, 2019

O menino Reinaldinho começou a trabalhar aos doze anos de idade, vendendo maçãs do amor na porta da sua casa. Ele mesmo colhia as frutas em um bosque próximo, ele mesmo preparava o doce, no fogão da mãe.

 

 

O sonho do pequeno era juntar um dinheirinho para viajar até a Disney, onde conheceria, enfim, a sua personagem predileta: a rainha de Copas.

 

E conseguiria tal quantia sem problemas, não fosse o aparecimento de uma concorrente:

 

- Brigadeiros! Olha os brigadeiros! - gritava a menina Bia, vizinha da direita, vendendo seus docinhos bem ao lado da banca de maçãs do amor do Reinaldinho.

 

Muito nervoso, ele foi reclamar:

- Ei! Você não pode vender isso aqui! Onde está o seu alvará?

- Alvará?! Nem sei o que é. Brigadeiros, olha os BRIGADEIROS!!! Um Cruzeiro leva dois!

 

- Pode parar, Bia! Pode parar! As normas da prefeitura não permitem dois comércios de doces em uma distância tão curta. Vou te denunciar!

 

- Pode denunciar! Só saio daqui quando conseguir dinheiro para pagar minha aula de tênis. BRIGADEIROS! Dois cruzeiros leva cinco!

 

Os brigadeiros da Bia eram realmente muito gostosos, e ninguém quis mais comprar as maçãs do Reinaldinho, coitado.

 

Profundamente chateado, falido da silva, ele encerrou o seu negócio, cumprindo todas as setenta e oito exigências legais requeridas pelo poder público.

 

Sem dinheiro, sem Disney, sem rainha de Copas, ele se revoltou contra o sistema e decidiu que seria um jurista auto-didata.

 

E até hoje, passados mais de quarenta anos, quando alguém grita "Brigadeiros", ele diz:

- Nem brigadeiros, nem generais; quem manda é a constituição.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Pandemia Covid-19 e a Nova Ordem Mundial

March 24, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square