© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Nós a classe mérdia

September 24, 2019

Ou numa outra definição para nos classificar na escala social: somos a classe média “escorregante”. Quer dizer”: cada dia mais para baixo em grana e ânimo para seguir vivendo. Hoje, meia dúzia de políticos safados dão as ordens e nós obedecemos, angustiados e resmungantes. 

 

Os mais impacientes de nós querem uma revolução: virar já o jogo em

que estamos perdendo por 10 a 0. Não temos  horizonte.

Penso nessa possibilidade cada maldito dia em que leio sobre votações escandalosas na câmara, como por exemplo o fundo eleitoral.  

Ou numa decisão estapafúrdia do supremo, onde sempre perdemos 

para o "lado de lá".  

 

Os políticos se reúnem escondidinhos,secretamente,na madrugada

Votam sem quórum,sem a presença do povo e dos que são contra a corrupção,não apenas por seus privilégios políticos - mas também para adiar o pagamento de suas dívidas acumuladas nos processos que já perderam na justiça.Foi um alívio ver a Dodge longe da PGR,mas um horror ver o Alcolumbre e o Maia conspirando contra nós.

 

Sabemos de tudo, nós da classe mérdia, nada é novidade, termos a internet (enquanto pudermos pagar). Hoje as coisas estão que nem uma amostra de fezes esfregada numa lâmina sob o exame de microscópio.

Pergunta: onde tem um rolo de papel higiênico suficientemente grande para limpar as manobras sujas do mundo político? 

 

Pobres de nós, os mérdios. Nosso destino continua sendo a  possibilidade de uma descarga súbita purificadora na privada.

Um oportuno golpe militar, ou um rapa da Lava Jato.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Pandemia Covid-19 e a Nova Ordem Mundial

March 24, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square