© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Homem marca encontro no “PTinder” e acaba sendo assaltado por gang de feministas

September 29, 2019

Mal foi anunciado no mercado de encontros amorosos, o aplicativo “Ptinder” já começou a dar problema.

O aplicativo, que tem como propósito intermediar o romantismo e a putaria entre pessoas de esquerda – a exemplo de seu quase homônimo Tinder – ganhou as manchetes nas páginas policiais de hoje, quando um estudante secundarista de 32 anos, que não quis se identificar, foi assaltado por uma gang de feministas ao marcar um encontro.

 

“Eu dei like no perfil, que era coletivo de três companheiras que afirmavam ser adeptas do poliamor e deu Match”, explicou a vítima.

 

“Marcamos de nos encontrar durante uma manifestação sindical, onde, de fato, nos encontramos e decidimos ir a uma festa que estava acontecendo no acampamento Lula Livre. No meio do caminho uma delas me xingou de esquerdomacho e anunciou o assalto”, lamenta.

 

O jovem acabou tendo sua carteira de estudante e iPhone subtraídos, mas optou por não chamar a polícia.

“Sou contra a opressão policial, que o estado usa para perseguir o proletariado, então não fui à delegacia. Minha mãe vai me dar outro celular. Foi até bom, porque vou ganhar um iPhone X”, comemora.

 

* Leia o livro “O Lula tá preso, babaca”, de Joselito Müller.

Livro físico AQUI.

E-book para Kindle AQUI.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square