© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Os imbecis do PSL

October 19, 2019

Quem vê apenas o dinheiro – ou apenas o poder – não enxerga as dobras e redobras da política. Jamais terão os olhos de águia, como diria Cláudio Humberto; terão sempre olhos de peixe congelado, digo eu.

Isso explica essa “imensa crise” do PSL, assunto que eu tenho evitado abordar até por preguiça.

Já se esqueceram, quase todos, do Fenômeno Jair Bolsonaro, sim ele, O Mito, que ao definir sua tática “anti-petista-radical”, foi rapidamente à consagração, transformando-se num dos maiores fenômenos eleitorais da política brasileira de todos os tempos.

É tão recente que chega ser espantoso que já o tenham esquecido !

QUAL É O NOME DELE ?
Vejam o caso desse Bivar (sequer me lembro de seu primeiro nome), nasceu para ser dono de um partidozinho de aluguel. De repente, vê-se alçado ao podium, transformado que foi no presidente de um dos maiores partidos brasileiros !

Obra de quem ? Obra do “Fenômeno Bolsonaro”, que agora, do alto da sua mediocridade, quer afrontar. É a tal coisa: quem nasce para ser Bivar, continuará bivar até a morte. Nada a fazer... Se Bolsonaro deixar o PSL – era o que eu faria, se fosse ele - o partido volta ao nanismo junto com todos os seguidores de Bivar.

Outro que pegou carona no fenômeno foi o senador Major Olímpio. Se se desgarrar do presidente, como parece que vai fazer, terá de empreender grande esforço pra se eleger vereador de Rio Grande da Serra, se é que algum partido o aceitará por lá.

JÁ ESQUECERAM DE MG
Ninguém parece se lembrar do que aconteceu no recente 2018, por exemplo, em Minas Gerais, a terra de Tancredo Neves e tantos outros nomes que fizeram da política o recanto da astúcia e da sagacidade: o fenômeno Bolsonaro fez não apenas abortar a candidatura “vitoriosa” de Dilma Rousseff ao Senado, como elegeu governador um ilustre desconhecido que ao menos, talvez por ser mineiro, conseguiu pegar carona no fenômeno embora pertencesse ao partido Novo.

Outro que terá dificuldade de se eleger vereador de Carapicuíba será o deputado Alexandre Frota, que, por razões ainda obscuras, resolveu virar as costas para seu padrinho político.

Mal sabe ele que seu novo aliado, o atual governador de São Paulo, João Doria, teve as suas pretensões de chegar ao Palácio do Planalto fuziladas por uma só informação que O Mito divulgou recentemente com a sua astúcia de político que sabe o que quer: João Doria foi um dos políticos que compraram jatinhos com dinheiro subsidiado do BNDES. “Ninguém teria acesso a esse crédito se não fosse amigo íntimo de Lula... ou de Dilma Rousseff”, arrematou Bolsonaro antes de devolver a pistola para o coldre.

ELA SABE A DIFERENÇA ENTRE PANELA E PENICO ?
E lá se vai para o ostracismo, a outra política que pagou com traição a quem lhe deu a mão...

Joice Hasselmann, uma deputada que arrebanhou uma batelada de votos graças ao fenômeno... um ser tão ligeiro que era previsível que derraparia na primeira curva mais acentuada...

Afinal, o que esperar de uma mulher que ainda não sabe distinguir delator de denunciante, quase a mesma coisa que não saber as diferenças entre panela e penico.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Futurologices

November 14, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square