© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Justiça parcial é o pior dos crimes

November 12, 2019

A pirotecnia criminal de um, dois, três, quatro, cinco,apenas seis membros nomeados do STF, contra um, dois, três, dez, cem, mil, um milhão, dez milhões, cem milhões, duzentos milhões, para soltar todos os grandes criminosos e não deixar prender os outros, tem solução Legal. 

 

Basta o Superior Tribunal Militar abrir Processo para julgar a parcialidade de Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Marco Aurélio, Celso de Mello, Lewandovski e Rosa Weber. Se o Senado não faz seu dever, cabe a alguém faze-lo.

 

É do conhecimento público o envolvimento pessoal e de interesse dos citados nomeados classistas com os bandidos condenados. Como eles atropelaram a Constituição e a Jurisprudência do próprio STF para acabar com a punição criminal no Brasil, é lícito e obrigatório que o STM tome a medida reparadora e defenda a Constituição. Somente isso para desfazer o golpe ditatorial de meia dúzia contra duzentos milhões. 

 

Se o Superior Tribunal Militar não abrir Processo e julgar a parcialidade dos "ministros" do STF, trairá o povo e a pátria. E deixa de ser um órgão com pleno direito de existir. Existir pra que, cabide de emprego com farda no lugar da toga?

 

O povo brasileiro exige respeito à Constituição e à democracia. E merece  ser defendido por alguém neste país. Não são só os brasileiros, o Executivo comandado pelo Presidente eleito, Jair Bolsonaro, também. Se Gilmar Mendes e Toffoli resolveram assumir o comando e dar destino errado ao Brasil, a primeira vítima é o Presidente eleito. Gilmar e Toffoli não foram eleitos por ninguém, não representam ninguém.

 

Caso as Forças Armadas não apliquem o instrumento Legal que tem em mãos, deve ser substituída. Ou tomam providência, ou saiam os Generais omissos. Há muitos Coronéis que podem ser promovidos para salvar o Brasil. E repito até cansar, ou as FFAA acionem seu Tribunal responsável pela manutenção do Estado de Direito, ou dará sinal verde para o Foro de São Paulo ficar cada vez mais ousado na sua ambição, instalar um regime ditatorial comunista no Brasil. O mal que não foi cortado em 1968, quando os comunistas partiram para a luta armada, tem que ser cortado agora.

 

Há os que botam panos quentes, dizendo que é necessário uma PEC para destituir os criminosos de toga. A PEC já foi instalada pelo povo nas ruas. Na Bolívia essa PEC funcionou, no Peru também, o povo nas ruas foi suficiente para o Presidente destituir a quadrilha do STF peruano. Só no Brasil é que a PEC do povo não vale nada? 

 

Há alguma dúvida da parcialidade abjeta dos "ministros" do Supremo? NÃO, não há! - Portanto, estão todos impedidos de julgar qualquer coisa que beneficie seus aliados. A promiscuidade entre os seis do STF e os bandidos é de conhecimento público, geral e irrestrito. 

 

Chegou o momento. Afinal, que soberania é essa que permite a Gilmar Mendes e comparsas fazerem o que querem, com seus poderes forjados e insalubres?

 

Não queiram, senhores das Forças, que o povo brasileiro vá para as ruas pedindo a substituição de vocês por generais mais ativamente patriotas.  Não criem esse travo militar. Se isso acontecer, nunca mais terão o apoio popular que desfrutam hoje, e diga-se, desfrutam sem que nada tenham feito para realmente merecer. O apoio é uma reação contrária dos brasileiros a tudo de ruim que o comunismo representa para o Brasil. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square