© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Enfim, bandeira do Nordeste hasteada

November 26, 2019

Quando votei em Bolsonaro, o fiz com a certeza absoluta de que ele era a única solução para o Brasil. Qualquer outro candidato seria mais do mesmo, um pouco mais, um pouco menos, mas a política velha estaria ali, hereditariamente presente.

Se o PT tivesse conseguido roubar nas urnas como estava tudo planejado, o desastre seria total, hoje os brasileiros estariam infartando, desmaiando em AVCs ou desesperados pela falta de esperança e liberdade; se ganha outro de uma terceira via, a velha política se encarregaria de manter tudo igual, com a Globo mandando no país e deseducando nosso futuro.

 

Quando Bolsonaro foi eleito, a sensação de alívio e esperança foi absoluta, um conforto que jamais senti, e acho que quase todos também. O futuro ganhou um alento, uma golfada de vida. Só aconteceu uma coisa que eu não esperava de Bolsonaro. E nisso ele me enganou. Ele é muito melhor do que eu imaginava, ele está fazendo um governo que jamais esperei que alguém pudesse fazer, lutando contra todas as mazelas estatutárias da ideologia mais suja e cartéis sedimentados na imprensa. Em dez meses o Brasil deixou de ser um país pária para ter respeito mundial.

 

Os derrotistas profissionais reagiram com a perda do Brasil, que tinham como propriedade. E passaram a enxergar e divulgar o que queriam, que Bolsonaro seria um fracasso nas relações externas e que acabaria na teia do compadrio do toma lá dá cá. Bolsonaro não só faz sucesso no exterior como é apoiado em tudo que busca para o Brasil. De país em país que vai ele é abraçado como o Messias brasileiro. Americanos, Judeus, árabes, russos, chineses, só há portas escancaradas para o Brasil.

O Brasil dos bandidos acabou, morreu afogado na lama ideológica. E a política velha continua de pires na mão fazendo chantagem, mas a rua onde transitam só passa cego.

 

Quando, meu Deus, que o Brasil chegaria ao ponto de ter um ministério escolhido com total esmero, baseado na formação técnica e caráter de cada Ministro, livre do conchavo político? Eu tenho o hábito de julgar o que os outros fazem e ter a certeza de que faria melhor, afinal, não é difícil saber do que o Brasil precisa.

Mas confesso que não teria a capacidade de formar o ministério que Bolsonaro formou, eu não teria a sensibilidade de identificar que o Brasil deve priorizar o desenvolvimento do Nordeste, antes de tudo.

Eu sempre defendi que o Nordeste precisa de mais apoio para se desenvolver e menos coronelismo, mas nunca pensei que essa deveria ser a principal bandeira do governo. Nota mil para Bolsonaro e sua equipe. O Nordeste é a meta nuclear, será desenvolvido e deixará de ser a região onde a pobreza de instalou eternamente, nas mãos dos sarneys da vida.

O Brasil será desenvolvido por igual, e isso eu não enxergava que é de extrema importância para que tenhamos uma Nação uníssona, semelhante aos Estados Unidos, onde não existe a região da pobreza.

 

Estou com vontade de repetir, nota mil para Bolsonaro e sua equipe. Está repetido. 

Aos nordestinos, povo que tem poesia na alma, povo que ao nascer, nasceu um poeta, peço que acolham de todo coração o primeiro Presidente brasileiro que dá ao Nordeste a atenção que sempre mereceu.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square